Especialidades

Neurocirurgia Pediátrica

No Brasil, a neurocirurgia pediátrica ainda não é uma área de atuação pelo conselho federal de medicina. Para ser neurocirurgião no Brasil é preciso ser aprovado no vestibular para medicina, concluir o curso com duração mínima de seis anos e ser aprovado na prova para residência médica para neurocirurgia. A residência médica, em neurocirurgia é de cinco anos. Para se tornar neurocirurgião pediátrico é recomendado mais um ou dois anos de prática em serviços reconhecidos pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia. Assim, desde o início da faculdade, são cerca de 12 anos de formação.

O estímulo para estudar neurocirurgia ainda é muito pessoal e envolve, principalmente, o desejo de ajudar ao próximo e se dedica ao trabalho sem limite de horário. A especialização médica ainda é desenvolvida, na maioria dos casos, em hospitais públicos. Num mundo onde a qualidade de vida é o assunto da moda e a humanização no trabalho é busca constante na maioria das instituições, conciliar as informações recebidas com a prática da medicina é uma atividade de gigantes. O grande divisor de águas é a residência médica. Quem sobrevive a ela, poderá exercer a especialidade com dignidade ou lutar para que isso aconteça.

Dra. Nelci Zanon

Faculdade de Medicina da Universidade de Caxias do SulResidência Médica em Neurocirurgia – Hospital dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro – Prof. José Carlos Lynch

Especialização em Neurocirurgia Pediátrica na França – Marseille – Prof. Maurice Choux

Mestrado e Doutorado em Neurocirurgia pela Universidade Federal de São Paulo.

CV Lattes

Títulos / Membros de Sociedades Nacionais e Internacionais

Membro titular da SBN (Sociedade Brasileira de Neurocirurgia);  Membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia Pediátrica (SBN Ped – Departamento de pediatria da SBN);  Membro da SONESP (Sociedade dos Neurocirgiões do Estado de São Paulo); Membro da FLANC (Federação Latino Americana de Neurocirurgia); Membro da ISPN (Sociedade Internacional de Neurocirurgia Pediátrica),  Membro da AANS (Associação dos Neurocirurgiões da América do Norte);  Membro da ESPN (Sociedade Europeia de Neurocirurgia Pediátrica); Membro da  SNCLF (Sociedade de Neurocirurgia de Língua Francesa); Membro do GLEN (Grupo Latino Americano de Estudos em Neuroendoscopia)

Atividades Voluntárias:

  • Comissão de Ética da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia
  • Membro do Conselho da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia Pediátrica
  • Membro da Comissão Científica da ISPN – Internacional Society for Pediatric Neurosurgery – 2013-2017
  • Vice Chair Person do Comitê da Mulheres na Neurocirurgia – WFNS – World Federation of Neurological Surgery – 2013-2017
  • Presidente da ONG Neurokids – (www.neurokids.org.br)

Colaboradores

Dra. Giselle Coelho

Médica neurocirurgiã

Colaboradora cientifica

Projeto Pesquisa – Simulação Cirúrgica

Endereço – SIEDI, Diretora Instituto de Pesquisa

CV Lattes